Atrações, Boston, Gratuitas

Conhecendo North End – Boston

Uma viagem à Boston não seria completa sem incluir uma refeição no turístico bairro de North End. Famoso pelos restaurantes, padarias e confeitarias italianas, North End também é chamado de “Little Italy” de Boston. Apesar de ser um bairro pequeno (0,93 km²), são quase cem estabelecimentos que oferecem os mais variados risotos, carpaccios, bruschettas, pizzas, gnocchi, spaghetti, lasagnas, gelatos (hum, deu fome!)

Fica bem perto do Faneuil Hall, permitindo que você possa ir a pé de um ao outro. Então calça teu tênis mais confortável e vem com a gente conhecer parte do bairro mais cheiroso de Boston!

The North End.
The North End.

Um pouco de história

North End é considerado o bairro residencial mais antigo de Boston. Começou a ser habitado em 1630, por imigrantes britânicos (assim como o resto da cidade). Por ficar à beira do mar, onde foi instalado o primeiro atracadouro de barcos, os comerciantes que iam e vinham acabaram instalando suas famílias no local.

E havendo um grupo de famílias residentes, inevitavelmente, surgiu uma comunidade de prestadores de serviços como carpinteiros, sapateiros, pintores, construtores. E, claro, escravos. Esses foram os primeiros habitantes de North End. Foi a primeira região que ascendeu com o comércio, e por isso, britânicos ricos e influentes construíram grandes mansões por lá. Também foram eles que construíram as primeiras igrejas, escolas e cemitérios da região.

Com a guerra de independência contra a Inglaterra, no século XVIII, muitos britânicos fiéis ao seu país abandonaram North End.

Em poucas décadas, a região entrou em declínio e passou a ser habitada por imigrantes pobres – irlandeses, judeus, portugueses. Em 1800, as grandes mansões já degradadas foram substituídas por cortiços e casas de alojamento para estrangeiros recém-chegados. Além disso, com o crescimento do porto, marinheiros usavam a área para descanso, o que fez crescer o número de bares, casas de jogos de azar, prostituição e criminalidade.

Os primeiros italianos chegaram em North End na década de 1860. A maioria eram trabalhadores não qualificados. Passaram a atuar como vendedores de frutas e legumes, na pesca comercial, no transporte e na construção (muitos italianos ajudaram a construir os metrôs de Boston, por exemplo). Ao longo das próximas décadas, a população italiana do North End só aumentou e outros grupos de imigrantes acabaram saindo da região. Já em 1930, o North End era quase 100% italiano.

Os italianos reconstruíram o bairro, dando uma nova vida às ruas locais. Somando este fato à proximidade do centro comercial e financeiro de Boston, a área foi se tornando cada vez mais disputada e cara para se viver (ainda é hoje em dia). Resultado: muitos italianos acabaram saindo de lá, pois não conseguiram mais manter o padrão de vida. Hoje, eles representam menos de metade da população do bairro, mas sua tradição continua preservada.

O que fazer em North End

Se você quiser mesmo fazer uma digna refeição italiana, vá até as ruas Hanover e Salem, as duas principais e mais movimentadas. Nelas estão a maior parte dos restaurantes, cafés e lojas, que vendem uma variedade de produtos comestíveis deliciosos.

Salem Street.
Salem Street.
Restaurante Villa Francesca, fica na esquina da Richmond Street com a Hanover.
Restaurante Villa Francesca, fica na esquina da Richmond Street com a Hanover.
Também na Hanover Street fica a famosa e turística Mike’s Pastry.
Também na Hanover Street fica a famosa e turística Mike’s Pastry.
Cannoli é o doce mais vendido por lá.
Cannoli é o doce mais vendido por lá.

Mas não necessariamente você precisa ir ao North End para comer. Só a arquitetura já vale algumas dezenas de fotos. Sendo um bairro tão antigo e cheio de altos e baixos, sua arquitetura mistura características de todos os períodos da história americana.

A Old North Church, de 1723, é a igreja mais antiga de Boston. Foi construída ainda na época dos britânicos. Seus sinos foram os primeiros levados da Inglaterra para a América. E seu campanário, com 59 metros de altura, também é o mais alto da cidade.

Old North Church, fica na 193 Salem Street.
Old North Church, fica na 193 Salem Street.
The Old North Church.
The Old North Church.

Seu interior é quase todo branco, e os bancos, lustres (de bronze) e relógio são ainda os mesmos desde a fundação da Igreja.

Interior da Old North Church. Foto/divulgação: Wikipedia.
Interior da Old North Church. Foto/divulgação: Wikipedia.

A entrada nesse edifício é gratuita. E se você quiser fazer um tour mais detalhado, os ingressos custam $5 dólares para adultos e $4 para crianças. Veja os horários de funcionamento aqui.

Outro lugar que vale a visita é a North Square. Uma praça florida, com prédios imponentes e onde viveram importantes figuras da história americana.

Chegando na North Square.
Chegando na North Square.
North Square.
North Square.

Um deles foi Paul Revere, um simples ourives durante o dia, mas que durante à noite, atuava como mensageiro de batalha contra a Inglaterra. Ele ajudou a organizar um sistema de inteligência e alarme para vigiar os militares britânicos e isso foi fundamental para que os americanos vencessem importantes combates.

Hoje, sua casa ainda está de pé e tornou-se um marco histórico nacional. É aberta para visitação, e os ingressos custam $3.50 para adultos, $3 para idosos e $1 para crianças. No site deles tem fotos da casa por dentro e também os horários de visitação, que variam a cada estação.

Paul Revere House, na 19 North Square.
Paul Revere House, na 19 North Square.
Paul Revere viveu aqui.
Paul Revere viveu aqui.

Ao lado da Paul Revere House, está a Pierce-Hichborn House, construída em 1711, uma das primeiras estruturas de tijolos remanescentes em Boston. A casa foi construída por Moisés Pierce, um vidraceiro, e depois foi comprada por Nathaniel Hichborn, um construtor de barcos e primo de Paul Revere.

Paul Revere House ao fundo, e à frente dela, a Pierce-Hichborn House (três andares, janelas vermelhas).
Paul Revere House ao fundo, e à frente dela, a Pierce-Hichborn House (três andares, janelas vermelhas).

Essas são apenas as mais conhecidas atrações de North End. Mas tenho certeza que com disposição para caminhar, você pode descobrir muito mais desse bairro tão charmoso e aconchegante. Espero que tenham gostando do post. Té a próxima 🙂

As ruas de North End e a Bunker Hill Bridge ao fundo. As fotos do post que não estão sinalizadas são de Otávio Anacleto :)
As ruas de North End e a Bunker Hill Bridge ao fundo. As fotos do post que não estão sinalizadas são de Otávio Anacleto 🙂

Quer ler um pouco mais das nossas aventuras por Boston? É só clicar aqui 🙂 E acompanhe o blog pelas redes sociais, todos os dias temos conteúdo exclusivo em todas elas: Facebook, Instagram e Twitter.

Administradora, eterna estudante, cozinheira nas horas vagas e viciada em maquiagem.