Atrações, Boston, Pagas

Franklin Park Zoo: o zoológico de Boston

Depois de mais de um ano em Boston, enfim fomos conhecer o zoológico da cidade.

O Franklin Park Zoo tem mais de 100 anos (abriu em 1912), e conta com cerca de 220 espécies diferentes de animais. É dos passeios mais procurados pelas famílias com crianças.

Suas principais alas são:

  • Tropical Forest: Um prédio fechado para manter a temperatura mais quente e úmida, como da floresta tropical. A estrutura simula um ambiente natural (com pedras, riachos, plantas, pontes, etc). E lá ficam os gorilas, espécies menores de macacos, um leopardo, capivaras, antas, abutres e hipopótamos pigmeus (fofos!). Além de alguns aquários de cobras e morcegos.
Gorilas
Gorilas
Antas
Antas
  • Serengeti Crossing: Para quem não sabe, Serengeti é um dos parques mais conhecidos da África e é Patrimônio Mundial da Unesco. Um dos melhores lugares do mundo para observar a vida selvagem. Nessa exposição portanto, ficam alguns animais que existem apenas lá – é o caso das zebra-de-grant, gnus (também conhecidos como boi-cavalos, veja aqui) e espécies específicas de javalis e avestruzes.
  • Girafa Savannah: Uma grande área onde vivem três girafas masai (a espécie mais alta). Além de uma zebra-de-grevy, animal em extinção.

  • Kalahari Kingdom: A casa dos leões, que no caso são dois irmãos! ❤ Lá também ficam os bongos e o Red River Hog (porco selvagem africano).

Red River Hog e Bongos ao fundo
Red River Hog e Bongos ao fundo
  • Tiger Tales: Ala onde ficam dois tigres (um “normal” e outro branco). Ambos foram resgatados de uma reserva que fazia comércio ilegal.
  • Outback Trail: Onde ficam os animais originários da Austrália e Nova Zelândia. Tem cangurus, cacatuas, emas e o Kiwi, ave símbolo da NZ. Lá também fica um aviário onde os visitantes podem entrar e dar comida para periquitos, calopsitas, etc.
  • Bird’s World: Mundo dos pássaros. Um edifício com temática oriental, contendo dezenas de aves em quatro ambientes diferentes: pântano, floresta tropical, deserto e zonas úmidas. Do lado de fora, algumas gaiolas com tucanos, condors e um lago de flamingos.

  • Butterfly Landing: Exposição sazonal (só nos meses mais quentes), com uma tenda/estufa contendo mais de 1.000 borboletas em vôo livre. Nós entramos e mostramos no vídeo, mas infelizmente nesse dia estava meio frio, e as borboletas não deram as caras.
  • Franklin Farm: Exibição com temática de fazenda, com boi, cavalo, pônei, burro, bodes e até um galinheiro.

Ainda tem a ala das hienas, camelos, passeio de dromedário (preço à parte), parquinho para as crianças, carrossel, mesas de pique-nique (você pode levar sua própria comida para passar o dia lá), carrinho de sorvete, loja de souvenirs, etc. Aqui o mapa completo do local.

Camelo
Camelo
Passeio de dromedário, $8 por pessoa
Passeio de dromedário, $8 por pessoa

Gravamos um vídeo nesse dia, mostrando o zoológico com mais detalhes (e acompanhado das nossas piadas sem graça!):

HORÁRIOS e PREÇOS

O zoológico fica aberto o ano inteiro. Mas tem horários diferentes conforme o clima:

  • Verão – De 1 de abril a 30 de setembro: 10h às 17h (dias de semana) e das 10h às 18h (fins de semana e feriados);
  • Inverno – De 1 de outubro a 31 de março: 10h às 16h.

Os preços são: $19.95 para adulto; $13.95 para crianças entre 2 e 12 anos e grátis para menores de 2 anos. Dá pra comprar online pelo site, ou direto na bilheteria.

Tabela de preços
Tabela de preços

Para quem tem interesse de visitar o zoológico várias vezes ao ano, existe a opção de membership, ou seja, tornar-se membro/associado do zoológico. Você paga uma anuidade e pode ir quantas vezes quiser, sem precisar de ingresso. Os preços são: $80 para um adulto; $95 para um adulto e um convidado (ou seja, duas pessoas) e $110 para família (2 adultos e até 4 crianças). Ainda existem outras opções para grupos maiores. Veja aqui.

Como chegar

O zoo fica na divisa dos bairros Dorchester e Roxbury, ao sul do centro de Boston. O endereço é: 1 Franklin Park Road, Boston, MA 02121. Para quem vai de carro, tem estacionamento próprio e gratuito.

Para chegar lá de transporte público, vindo de Downtown, existem algumas opções. As mais rápidas são:

  • Pegar a linha laranja do metrô em direção a Forest Hills, e saltar na Jackson Square. Dali pegar um dos ônibus 22, 29 ou 44;
  • Pegar a linha laranja do metrô em direção a Forest Hills, e saltar em Forest Hills. Dali pegar o ônibus 16;
  • Pegar a linha vermelha em direção a Ashmont/Braintree, saltar em Andrew e pegar o ônibus 16.

Vale a visita?

Olha, nós gostamos bastante de conhecer o zoo. Mas não iríamos de novo. Para quem não tem crianças (nosso caso), uma visita é mais que suficiente.

Achamos o preço do ingresso caro – apesar de entendermos que o custo de manutenção de um lugar como esse ser enorme. Mas é um preço alto apenas para olhar os animais, né? Tem animais super exóticos para nós, como gorilas, leões, tigres, zebras, canguru. Mas eles vivem em espaços muito amplos, e nem sempre você consegue vê-los de perto. Nós demos sorte com os gorilas e leões, por outro lado, não conseguimos ver as hienas e os kiwis, e só de longe vimos os cangurus, gnus e o leopardo…

Com crianças é diferente, eles aprendem muita coisa, se divertem, interagem com outras pessoas e até com alguns animais. Com filhos, eu juro que pensaria até em fazer o membership.

Outra dica é, para quem mora em Massachusetts (com comprovante de residência), dá pra aproveitar o desconto oferecido da biblioteca, que foi o que fizemos e contamos no vídeo 🙂

Espero que tenham curtido acompanhar mais um dos nossos passeios aqui por Boston.

Abraço e até a próxima!

Administradora, eterna estudante, cozinheira nas horas vagas e viciada em maquiagem.

  • Luciane Cardoso

    Os leões são lindos! Dá peninha de vê-los presos ali, mas tem aquela história de que alguns animais não podem mais ser devolvidos para a natureza, né? Por doenças, porque não se adaptariam mais, etc… Então pelo menos acreditamos que eles são bem cuidados no zoo 🙂
    Beijo, casal querido!

  • Leããooooo!!!! <3

    Bastante diversidade de animais!
    Ah eu também não entro pra ver cobra… me dá muito nervoso! hahah