Atrações, Boston, Museus

Interatividade é no Museum of Science de Boston

Uma das coisas mais legais dos Estados Unidos, com certeza, são as opções educacionais e culturas disponíveis, e quando aliadas melhor ainda. Toda cidade tem pelo menos um belo museu ou biblioteca. Aqui em Massachusetts, com a quantidade de universidades e faculdades, é de se imaginar que existam vários museus de qualidade.

Já falamos do Museu de Arte Moderna de Nova York, do Museu de História Natural de Harvard e hoje é dia de falar do museu mais interativo da região: o Museu de Ciências de Boston.

Eletricidade!
Eletricidade!

Por quê interativo? Bom, nele você pode tocar em quase tudo e há experimentos para fazer parte em todas as sessões. Sério! É quase impossível ir lá e não querer fazer algumas das experiências sugeridas. Eu, por exemplo, deitei numa cama de pregos!

Eu na cama de pregos
Eu na cama de pregos

Sem contar que ele fica bem em cima do Charles River, tendo embaixo um sistema de represa feito para controlar a vazão do rio e assim diminuir a possibilidade de enchentes na foz. Logo, tem uma das melhores vistas deste rio que divide Boston e Cambridge.

Sim, essa é a vista do rio
Sim, essa é a vista do rio (congelado)

Como chegar lá e quanto custa?

O museu
O museu

De metrô: Linha Verde E outbound/northbound até a estação de Science Park. Após saltar, cruze por baixo do viaduto e você estará na frente do museu.

A pé partindo do Boston Common: Partindo do canto noroeste na Beacon Street, siga no sentido norte e depois leste na Charles Street até avistar o Science Museum, na O’Brien Highway, bem cima do Charles River.

A pé partindo do M.I.T: Siga no sentido sul da Massachusetts Avenue até chegar à Memorial Drive, siga o rio no sentido leste até chegar ao Museu.

Mapa pro Museum of Science
Mapa pro Museum of Science

No verão, ele funciona todos os dias das 09h da manhã até às 19h, e na sexta até 21h. Já nas outras estações ele funciona das 09h até às 17h, com exceção da sexta-feira, que continua com seu horário extendido.

A entrada custa US$ 23 para adultos até 60 e crianças maiores de 12 anos. Para a terceira idade custa US$ 21, para crianças de 3 a 11 anos custa US$ 20. Menores de 3 não pagam. Vale dizer que pagando mais US$ 6, você terá acesso a todos as partes do museu, incluindo aquelas que são pagas à parte com o jardim das borboletas e o planetário.

Luzes na entrada
Luzes na entrada
Borboletas
Borboletas

Esse museu também faz parte do Boston CityPASS, que custa US$ 49 para adultos e dá acesso a outras quatro atrações daqui da cidade. Uma economia que vale a pena!
Boston CityPASS

Gigante!
Gigante!

Atrações

São tantas, tantas, tantas coisas legais nesse museu que fica difícil escolher como começar essa parte do post. Resumidamente: O museu tem 2 andares mais um subsolo, divididos em seções. Na ala azul, você vai encontrar salas relacionadas à tecnologia. Na ala verde, natureza. E na ala vermelha, assuntos sobre o espaço.

2 andares
2 andares
Família em visão termal.
Família em visão termal.
Sobre a terra...
Sobre a terra…

Sugiro você pegar um mapa ou olhar aqui.

Corredor de acesso as outras alas.
Corredor de acesso às outras alas.

Pra mim as exibições mais legais foram as no Hall of Human Life, onde você faz um cadastro, ganha uma pulseira com um código de barras e começa a interagir e aprender sobre o corpo humano. Você pode tirar várias medidas do seu corpo – incluindo os seus hábitos alimentares e quão bem você dorme – e comparar com as medições anônimas de outros visitantes. O interessante é que tudo que você faz fica registrado e você pode acessar depois de casa. Além disso, as informações entram numa base de dados que ajuda pesquisadores a estudar determinados problemas e questões de saúde.

Hall of Human Life
Hall of Human Life

Outra que me chamou bastante atenção foi a de Fotografia da Cozinha Moderna: simplesmente fotografias dos nossos alimentos e costumes como nunca vimos, cortados ao meio ou com um foco diferenciado. Pena que ela é temporária, então corra para ver! Já não está mais em cartaz 😢

Eu admirando comida. Novidade...
Eu admirando comida. Novidade…

Tem dúvidas sobre o homem ter ido à Lua? A exposição To The Moon vai saciar essas dúvidas, te emocionar e ainda te fazer bater uma foto numa réplica da cápsula lunar, isso se você resistir à claustrofobia.

Luciane, a astronauta.
Luciane, a astronauta.

Por fim, quero dizer que o museu tem muitas outras exposições, e eu só resumi as que eu mais gostei, então vale entrar aqui no site deles para checar o que está acontecendo.

Felicidade resume!
Felicidade resume!

Té a próxima!

Confira mais atrações de Boston aqui 🙂

E acompanhe o Roteiros e Relatos nas redes sociais: Facebook, Twitter e Instagram.

Fotógrafo, barbudo, viciado na Craigslist e wikipedia ambulante.