New Hampshire, USA

Passeando de trem em North Conway – New Hampshire

North Conway é uma cidadezinha de 2.500 habitantes, que fica no estado de New Hampshire. Há aproximadamente 2h30m de Boston, é um destino legal para quem quer sair do agito da cidade grande e curtir a natureza. Nós fomos pra lá no primeiro fim de semana de outubro, para fazer um passeio de trem bastante procurado no outono, época que as árvores começam a mudar de cor e perder suas folhas.

No caminho até North Conway.
No caminho até North Conway.

Para chegar à North Conway, percorremos de manhã a Kancamagus Highway, que já contei aqui, e de tarde dirigimos até a estação do trem.

Estação de trem de North Conway, construída em 1864. Fica no endereço 38 Norcross Circle.
Estação de trem de North Conway, construída em 1864. Fica no endereço 38 Norcross Circle.

A estação fica no centrinho da vila, onde há uma praça, campo de futebol, lojas de souvenirs, cafés e até um pequeno cinema. Dentro da estação, tem banheiros, loja de lembrancinhas e, claro, a bilheteria para comprar as passagens do trem. Mas, para garantir seu assento, recomendo que faça a compra antecipada por esse site.

Bilheteria para informações e compra dos tickets.
Bilheteria para informações e compra dos tickets.
Ao lado da bilheteria, uma espécie de museu, com documentos e objetos relacionados à história da ferrovia.
Ao lado da bilheteria, uma espécie de museu, com documentos e objetos relacionados à história da ferrovia.
Entrada da loja de lembranças.
Entrada da loja de lembranças.

A ferrovia que passa por essa estação, chamada de Conway Scenic Railroad (estrada de ferro cênica), opera três diferentes passeios, com durações que variam de 1 hora a 5 horas e meia. Vou explicar rapidamente cada um, porque pelo site oficial é meio confuso de entender.

A estação de North Conway e os trilhos da Conway Scenic Railroad.
A estação de North Conway e os trilhos da Conway Scenic Railroad.

Na categoria Valley Train estão as duas excursões mais curtas. A primeira com 55 minutos de duração e 18 quilômetros de estrada de ferro. Um passeio que percorre a região sul de North Conway e é ideal para quem só quer “dar uma voltinha” ou está acompanhado crianças pequenas e/ou idosos. Os preços variam de $16.50 (vagão simples) a $36.50 (vagão com refeição incluída).

Cruzando o trilho do trem a pé.
Cruzando o trilho do trem a pé.

A segunda opção, que foi a que fizemos, dura 1h e 20 minutos e tem 34 quilômetros. Esse vai na direção norte, até a cidadezinha de Bartlett. Com preços que começam em $27.50 (vagão simples) e vão até $68.50 (refeição incluída). Apesar de trajetos inversos, em ambos os passeios o trem fica na maior parte do tempo em meio à vegetação, em terreno plano, mas passa também por pequenas vilas de moradores, alguns rios e um resort/estação de esqui. É muito bonito mas não é excepcional. E como o trem vai e volta pelo mesmo trilho, na metade do caminho dá para saltar e assistir a inversão de direção da locomotiva. Ela é separada do trem e empurrada manualmente pelos funcionários para um trilho paralelo. Aí ela passa do lado do trem até chegar ao outro extremo, onde é novamente conectada. Ou seja, quem viaja na ida no último vagão, na volta estará no primeiro. Sacou? 😝 Pra mim, esse foi um dos pontos altos do passeio.

Vagão em que viajamos.
Vagão em que viajamos.
Trem andando em meia à vegetação.
Trem andando em meia à vegetação.
Cruzando rios.
Cruzando rios.
Mais um cenário bonito!
Mais um cenário bonito!

A outra categoria de trajeto é o Notch Train, com excursões que percorrem a histórica ferrovia Maine Central Railroad, inaugurada em 1870. Esse sim é o passeio panorâmico, pois passa por um relevo bem acidentado, com vales entre montanhas, rios, cachoeiras e cruza pontes suspensas, como a Willey Brook Brigde. O trajeto dura 5h e meia, vai até Crawford Notch e volta para North Conway. Por ser tão longo, tem duas paradas para os passageiros esticarem as pernas e conhecerem pequenas estações de trem do caminho. Aqui tem um vídeo mostrando um pouco mais dessa jornada, que como nós não fizemos, não tenho fotos para o post. 😊 Para essa opção, os tickets custam de $60 a $114 dólares por pessoa. Vale lembrar que os preços que apresentei aqui são para adultos/idosos. Crianças pagam um pouco menos.

Esse é o mapa da ferrovia.

Rotas dos trens.
Rotas dos trens.

A estação de North Conway é o segundo ponto amarelo, de baixo para cima. O passeio de 55 minutos desce até Conway, no sentido sul. O passeio que fizemos, o de 1h e 20 minutos, sai de North Conway e vai até Bartlett. E o último, de 5h e 30 minutos, passa de Bartlett e vai até Crawford Depot.

Locomotiva histórica da Maine Central Railroad, agora apenas em exposição.
Locomotiva histórica da Maine Central Railroad, agora apenas em exposição.

E por que escolhemos o “passeio que não era cênico”? Bom, na verdade, nós não tínhamos muitas informações sobre. Optamos pela opção intermediária –  nem a mais curta nem a mais longa e nem a mais barata nem a mais cara. Achamos que seria ideal para conhecer a região sem ter que ficar mais de 5 horas sentados dentro do trem. Depois, como não vimos a tal ponte suspensa e não passamos por meio das montanhas, concluímos que essas “regalias” eram só para quem escolheu o passeio mais longo.

Vagões "estacionados" na estação de North Conway.
Vagões “estacionados” na estação de North Conway.

Mas enfim, nós curtimos bastante e ainda assim recomendamos! Pra quem nunca andou de trem, tenho certeza que o Valley Train já vai ser sensacional. A ferrovia é histórica, os vagões do trem são super antigos, então tudo isso torna a saga mais especial. Com meu relato, não quis diminuir a beleza do passeio, só quis deixar avisado para ninguém ter a mesma surpresa que nós! Ainda pretendo voltar para fazer a excursão mais longa. E aí, contamos aqui pra vocês se é realmente melhor 😉

Quer saber o que mais pode fazer nessa região? Clique aqui e aqui.

Té a próxima!

Tchau!
Tchau!

Administradora, eterna estudante, cozinheira nas horas vagas e viciada em maquiagem.