Outras Cidades de Massachusetts

World’s End, o parque do fim do mundo

Como postamos algumas vezes por dia lá no nosso perfil do Instagram, estamos sempre procurando lugares novos em Boston e região para fotografar. E uma das gratas surpresas dos últimos tempos foi ter achado o parque verde World’s End, na cidade Hingham, bem perto de Boston, pouco mais de 24km no sentido sul.

World's End
World’s End

World’s End

Esse parque tem 1km² de área verde com colinas, praia, lago e rio. Ele é na verdade uma península que fica entre o mar do lado esquerdo e o rio Weir do lado direito. São mais de 7km de trilhas, levando em média 2h para dar uma volta completa ao seu redor, isso sem entrar nas trilhas menores. De lá, o visual de Boston é excepcional! Tanto é que há bancos estrategicamente posicionados para apreciar a vista.

Bancos estratégicos
Bancos estratégicos

A história do World’s End é bem peculiar. Após ser uma grande fazenda na década de 1880, todo o espaço estava sendo planejado pelo urbanista Frederick Law Olmsted, que em Boston foi o responsável pela criação e urbanização da região de Fenway, para ser transformado num residencial de alto luxo.

Vista de Boston
Vista de Boston

Os planos da construção das casas não avançaram mas todas as trilhas existentes hoje no parque foram feitas a partir dos modelos das ruas onde seriam instaladas as casas. Em 1945, o terreno foi colocado à disposição para ser a futura sede da ONU, mas perdeu para Nova York. Após isso, o governo de Massachusetts queria instalar ali uma usina nuclear para servir Boston com a energia gerada lá. Mas esse plano também não avançou.

Imagine essa área como uma Usina Nuclear
Imagine essa área como uma Usina Nuclear

Aí em 1967, a ONG Trustees of Reservations comprou a área para preservá-la e abrir o parque para visitação. E desde então tem sido assim…

Mapa do World's End
Mapa do World’s End

É difícil escolher o que ver mas para nós, os pontos que mais valem visitar são: o The Bar, que é o pedaço de terra mais estreito onde o rio e o mar quase se encontram; o World’s End propriamente dito, que é o última ponta do parque, já quase grudada nas casas em Hull e Nantasket Beach, do outro lado do canal da baía; e o Planters Hill, que é a colina mais alta do parque, com mais de 36 metros de pura subida.

The Bar
The Bar
Vista do The Bar
Vista do The Bar
Após atravessar, você já está no World's End propriamente dito
Após atravessar, você já está no World’s End propriamente dito

Chegando lá e quanto custa

Como eu já disse no começo do post, o World’s End fica na cidade de Hingham, MA.

O endereço completo é Martin’s Lane, Hingham, MA 02043.

Para chegar de carro, siga o mapa acima. Mas prepare-se, principalmente se você for no verão pode contar que vai ter uma fila de pelo menos uma hora para estacionar. O estacionamento é minúsculo (propositalmente para não lotar o parque) e não pode parar nas ruas ao seu redor.

As trilhas maiores eram ruas
As trilhas maiores eram ruas

Para chegar lá de transporte público: Linha Greenbush Roxa do Commuter Rail, saindo da South Station e indo até a estação Nantasket Junction. Dali, são aproximadamente 19 min até lá. Saia da estação e siga no sentido norte pela Summer Street, cruze a Rockland Street e a Summer vai se transformar em Martin Lane, onde fica o parque, bem ao final da rua.

Com a maré cheia
Com a maré cheia

O World’s End é aberto o ano todo, das 08h da manhã até o pôr do sol. A entrada custa US$ 6 para adultos mas é gratuita para crianças.

Com a maré baixa
Com a maré baixa

Nós fomos no inverno e já achamos que valeu a visita, imagine como é na primavera e no verão. Mal podemos esperar para ir novamente quando tudo estiver verdinho (#VaiRolarPicnic)! Vale a dica de fazer suas necessidades fisiológicas antes de chegar lá, porque somente há banheiros na entrada. Mesma coisa para água e comida. O bebedouro fica na entrada e não há nenhum lugar para comprar bebidas ou comidas.

Imagine isso na primavera!
Imagine isso na primavera!

Tenha em mente que é lugar de preservação, feito para quem gosta de estar entre a natureza a poucos minutos da cidade, perfeito para um passeio sem compromisso ou um picnic apreciando a vista.

Té a próxima! 😉

Fotógrafo, barbudo, viciado na Craigslist e wikipedia ambulante.